Carregando...

Pronto para as novidades?

Clique no botão e explore nosso site
Confira as matérias

‘Oncotype DX Breast Recurrence Score’ detecta 70% do câncer de mama que não se beneficia de quimioterapia

O teste ‘Oncotype DX Breast Recurrence Score’ consegue identificar a 70 por cento das mulheres com câncer de mama em estádio inicial que não obtêm benefício da quimioterapia, segundo o estudo Experimental Assigning IndividuaLized Options for Treatment (Rx) (‘TAILORx’), anunciado pelo grupo independente ECOG-ACRIN Cancer Research Group, publicados no The New England Journal of Medicine’ e apresentados no encontro anual da Sociedade Americana de Oncologia (ASCO, na sigla em inglês).


Cerca de 50 por cento de todos os casos de câncer de mama diagnosticados anualmente a nível mundial são tumores com receptores hormonais positivos sem o gene HER2 que pode influenciar o desenvolvimento do câncer e sem disfunção celular, isto é, que o câncer está restrito à mama. O estudo estabelece definitivamente que a quimioterapia pode ser evitada em cerca de 70 por cento destes pacientes, incluindo todas aquelas mulheres com mais de 50 anos, com resultados de ‘Breast Recurrence Score’ de 0 a 25 e todas as mulheres de 50 anos ou menos, com resultados ‘Breast Recurrence Score’ de 0 a 15.


“‘TAILORx’ fornece-o com a resposta definitiva sobre a melhor forma de tratar as pacientes com ‘Recurrence Scores’ de 11 a 25, bem como aquelas entre 0 e 10. Estes resultados fornecem um nível de precisão sem precedentes com o mais alto nível de evidência, apoiando a utilização deste teste como um guia para o uso de quimioterapia adjuvante, nesta população, e que representa cerca de metade de todos os casos de câncer de mama”, comentou o diretor associado de pesquisa clínica no Albert Einstein Cancer Center, pertencente ao Montefiore Health System, em Nova York e vice-presidente de ECOG-ACRIN Cancer Research Group, Joseph A. Sparano.


30 por cento das pacientes com câncer de mama em estádios iniciais se beneficiariam da quimioterapia, incluindo mulheres de qualquer idade, com um ‘Breast Recurrence Score’ de 26 a 100. Em mulheres com menos de 50 anos e com um ‘Breast Recurrence Score’ de 16 a 20, tem-se observado um modesto benefício da quimioterapia (2%), que aumenta gradualmente à medida que aumenta o resultado de ‘Breast Recurrence Score’ ao e, acima de 25.


“Os resultados de TAILORx indicam que o teste ‘Oncotype DX’ pode identificar uma maioria de pacientes com câncer de mama precoce em que se pode evitar adicionar quimioterapia, a terapia hormonal. O estudo TAILORx fornece o melhor nível de evidência para a personalização do uso ou não de quimioterapia, uma decisão de grande importância para milhares de pacientes diagnosticadas anualmente com câncer de mama precoce com gânglios negativos hormonosensible”, disse o chefe do Serviço de Oncologia Médica do Hospital del Mar de Barcelona e Coordenador do Comitê Científico do Grupo GEICAM de Pesquisa em Câncer de Mama, Joan Albanell.


Participaram do estudo dos principais grupos de pesquisa clínica em câncer dos Estados Unidos, Canadá, Irlanda, Peru, Nova Zelândia e Austrália. Os pesquisadores utilizaram o teste ‘Oncotype DX Breast Recurrence Score’ para atribuir a cada paciente, o tratamento ou a sua inclusão no grupo sujeito a aleatorização com o fim de determinar o lucro ou não de quimioterapia. Os cinco grupos de pesquisa participantes foram Alliance for Clinical Trials in Oncology, Canadian Trials Group (ECOG-ACRIN Cancer Research Group, NRG Oncology e SWOG.


“‘TAILORx’, assim como o já concluído ‘NSABP B-20 Oncotype DX’, não têm equivalente na sua concepção, na hora de definir quais pacientes se beneficiam de quimioterapia e quem não o faz. Os resultados a longo prazo do ‘TAILORx ‘confere o mais alto nível de evidência a Oncotype DX, o que permitirá que os médicos informar a cada paciente com precisão sobre qual será a magnitude do benefício que recebem a quimioterapia”, acrescentou o diretor científico e diretor médico em Genomic Health, Steven Shak.


As participantes do estudo ‘TAILORx’ com resultados de ‘Breast Recurrence Score’ de 0 a 10, foram tratados apenas com hormonoterapia com base nos resultados do estudo NSABP B-20′, o que demonstrou a ausência de benefício da quimioterapia neste grupo de pacientes. As participantes com resultados de ‘Breast Recurrence Score’ de 26 a 100 trataram com hormonoterapia em combinação com quimioterapia na base também os resultados do estudo NSABP B-20′, que demonstrou um benefício absoluto da quimioterapia superior a 20 por cento.


Para definir com mais precisão o efeito da quimioterapia em mulheres consideradas como grupo de risco intermediário, 6.711 pacientes com resultados de’ Breast Recurrence Score’ de 11 a 25, o principal grupo de estudo do ‘TAILORx’, foram aleatorizadas para receber hormonoterapia com ou sem quimioterapia.


As pacientes aleatorizadas representaram dois terços do total de pacientes recrutadas no ‘TAILORx’, e lhes fez um acompanhamento durante, aproximadamente, uma média de nove anos. No total 10.273 pacientes foram recrutadas no estudo TAILORx’ entre 2006 e 2010. Genomic Health forneceu fundos para a recolha da informação de acompanhamento nos centros de tratamento, se bem que não proveu fundos para o planejamento ou execução do estudo.